Get the Flash Player to see this player.
Flash Image Rotator Module by Joomlashack.
Project Life
Project Life
Project Life
Project Life
Project Life

Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Home O Projeto Espécies-alvo Aves Marinhas

Aves Marinhas

(Os estatutos de conservação apresentados baseiam-se na Lista vermelha dos Vertebrados de Portugal (2005) e Birdlife International Species Factsheets 2009).

Garajau-Rosado---Roseate-te

Nome da Espécie: Sterna dougalli - Garajau-Rosado

Anexos: I da Directiva Aves, espécie prioritária (código A192)

Tamanho da população: <100 pares reprodutores, correspondentes às populações dos IPS

Estatuto de conservação: Em Perigo (Localmente), Em Perigo (Globalmente)

A área do projeto é utilizada para reprodução. Sterna dougallii é uma gaivina presente em Portugal durante a época de reprodução, ocorrendo em número reduzido durante o Inverno nos Arquipélagos da Madeira e dos Açores. A presença desta espécie nas águas continentais é bastante rara. Os indivíduos reprodutores migram para a costa atlântica africana desde a Mauritânia ao Golfo da Guiné. Os juvenis tendem a dispersar pelo mar em torno das colónias quando deixam o ninho. Nidifica em ilhéus ou zonas costeiras isoladas nos arquipélagos da Madeira e dos Açores em concentrações de dimensões variáveis, podendo no entanto nidificar em zonas interiores noutros locais do continente europeu. A época de cria ocorre de Abril a Julho. Ocorre por vezes em colónias mistas com S. hirundo. A espécie mostra movimentos de diferente amplitude ao longo dos anos entre as diversas colónias conhecidas. É fundamental a proteção de todas as colónias históricas. Alimenta-se essencialmente de peixe dependendo quer de zonas costeiras quer de zonas pelágicas.
Durante a época de reprodução é extremamente sensível à perturbação abandonando a área de nidificação muito facilmente.


 

Cagarra_Corys_Shearwater

Nome da Espécie: Calonectris diomedea borealis - Cagarra

Anexos: I da Directiva Aves (código A010)

Tamanho da população: >1000 pares reprodutores, correspondentes às populações dos IPS

Estatuto de conservação: Vulnerável.

A área do projeto é utilizada para reprodução. Esta ave visita as colónias, localizadas em terra, durante a época de reprodução. No período entre as épocas de reprodução a espécie migra pelo oceano atlântico em direção ao hemisfério sul e costa africana e também em direção ao Brasil, subindo a costa americana e voltando depois pelo hemisfério norte para as colónias em Portugal e Canárias. Em Portugal, a época de reprodução é semelhante nos Arquipélagos da Madeira, Berlenga e dos Açores, estendendo-se desde meados de Abril até final de Novembro, ocorrendo a postura em Junho e Julho. A espécie tem comportamento noturno nas colónias à semelhança da maioria dos Procellariiformes. As aves reprodutoras mostram fidelidade à colónia, ao ninho e ao parceiro, e as aves retornam à colónia onde nasceram. A dimensão da postura é de um ovo, e os períodos de incubação e de desenvolvimento da cria são de cerca de 60 e 90 dias, respectivamente. Espécie colonial que nidifica em cavidades escavadas no solo ou em aglomerados de rocha. A dieta da espécie inclui peixe epipelágico e epi-mesopelágico, lulas, crustáceos e ocasionalmente zooplâncton (Monteiro et al. 1996).
Historicamente foi afetada pela degradação do seu habitat no mar e em terra e caça e captura.


 

AlmaNegraBulwersPetre

Nome da Espécie: Bulweria bulwerii - Alma Negra

Anexos: I da Directiva Aves (código A387)

Tamanho da população: <1000 pares reprodutores, correspondentes às populações dos IPS

Estatuto de conservação: Vulnerável, Vulnerável

A área do projeto é utilizada para reprodução. Bulweria bulwerii apenas visita as colónias, localizadas em terra, durante a época de reprodução. No período pós reprodutor, a espécie dispersa e/ou migra no mar, sendo a sua distribuição nesta fase desconhecida. Em Portugal, a época de cria é semelhante nos Arquipélagos da Madeira e dos Açores, estendendo-se desde meados de Abril até início de Outubro. A época de postura ocorre Maio e Junho (Nunes 2000). A espécie tem comportamento noturno nas colónias à semelhança da maioria dos Procellariiformes. As aves reprodutoras mostram fidelidade à colónia, ao ninho e ao parceiro, e as aves retornam à colónia onde nasceram. A dimensão da postura é de um ovo, o período de incubação é de 45 dias e o período de desenvolvimento da cria é de cerca de 60 dias. Espécie colonial que nidifica em cavidades em aglomerados de rocha ou de cascalho. A dieta da espécie é pouco conhecida e inclui lulas, peixe-lanterna e camarão, sendo uma espécie que se alimenta de noite em organismos mesopelágicos.
Historicamente foi afetada pela degradação do seu habitat no mar e em terra e pela caça e captura. Recentemente existem evidências que os coelhos e murganhos diminuem o seu sucesso reprodutor.


 

Roque-de-Castro

Nome da Espécie: Oceanodroma castro - Roque de Castro

Anexos: I da Directiva Aves (código A390)

Tamanho da população: DD pares reprodutores, correspondentes às populações dos IPS

Estatuto de conservação: Vulnerável, Vulnerável

A área do projeto é utilizada para reprodução. Oceanodroma castro é um pequeno Procelariiforme pelágico, que apenas visita as colónias, localizadas em ilhéus isolados, durante a época de reprodução. No período pós reprodutor a espécie dispersa/migra em movimentos não conhecidos. O. castro tem uma estratégia reprodutora bastante invulgar associada à elevada plasticidade em termos de época de reprodução. A época de reprodução da população de período quente inicia-se em Novembro e estende-se até Julho, ocorrendo a postura em Junho e Julho. A espécie tem comportamento noturno nas colónias à semelhança da maioria dos Procellariiformes. As aves reprodutoras mostram fidelidade à colónia, ao ninho e ao parceiro, e as aves retornam à colónia onde nasceram. A dimensão da postura é de um ovo. Espécie colonial, nidifica em elevadas concentrações, em cavidades resultantes de rochas e cascalhos amontoados, no solo debaixo da vegetação ou em muros em ilhéus isolados.
Historicamente foi afetada pela degradação do seu habitat no mar e em terra Recentemente existem evidências que os murganhos diminuem o seu sucesso reprodutor.


 

Pintainho---Little-Shearwat

Nome da Espécie: Puffinus assimilis baroli - Pintainho

Anexos: I da Directiva Aves (código A388)

Tamanho da população: <100 pares reprodutores, correspondentes às populações dos IPS

Estatuto de conservação: Vulnerável, Vulnerável

A área do projeto é utilizada para reprodução. P. assimilis é a única espécie de Procelariiforme nidificante em Portugal com tendência para permanecer nas colónias durante o período pós reprodutor, apresentando movimentos de dispersão pouco conhecidos. Juntamente com Pelagodroma marina, constitui o único Procelariiforme que nidifica exclusivamente durante o Inverno. A época de cria estende-se desde meados de Novembro a Abril. A postura ocorre entre Janeiro e Março. A espécie tem comportamento vocal muito intenso à noite nas colónias à semelhança da maioria dos Procelariiformes. As aves reprodutoras mostram fidelidade à colónia, ao ninho e ao parceiro, e as aves retornam
à colónia onde nasceram. A dimensão da postura é de um ovo. A dieta da espécie é desconhecida. Espécie colonial que nidifica em cavidades em aglomerados de rocha.
Historicamente foi afetada pela degradação do seu habitat no mar e em terra e caça e captura. Recentemente existem evidências que os coelhos e murganhos diminuem o seu sucesso reprodutor.


 

Common-Tern---Sterna-hirund

Nome da Espécie: Sterna hirundo - Garajau Comum

Anexos: I da Directiva Aves (código A193)

Tamanho da população: <100 pares reprodutores, correspondentes às populações dos IPS

Estatuto de conservação: Vulnerável, Não ameaçada

A área do projeto é utilizada para reprodução. Sterna hirundo é uma gaivina presente durante quase todo o ano nos IPS. Os indivíduos reprodutores migram para a costa atlântica africana, desde a Mauritânia ao Golfo da Guiné. Os juvenis tendem a dispersar em torno das colónias quando deixam o ninho. Nidifica em ilhéus ou zonas costeiras isoladas nos arquipélagos da Madeira e dos Açores em concentrações de dimensões variáveis, podendo no entanto nidificar em zonas interiores noutros locais do continente europeu. A época de cria ocorre de Abril a Julho e a postura é normalmente de 3 ovos. A espécie mostra movimentos de diferente amplitude ao longo dos anos entre as diversas colónias conhecidas. Esses movimentos podem estar ligados à disponibilidade alimentar mas essa relação não está comprovada. Alimenta-se essencialmente de peixe no mar dependendo quer de zonas costeiras quer de zonas pelágicas.

Durante a época de reprodução é extremamente sensível à perturbação abandonando a área de nidificação muito facilmente.

A área do projeto é utilizada para reprodução. Sterna dougallii é uma gaivina presente em Portugal durante a época de reprodução, ocorrendo em número reduzido durante o Inverno nos Arquipélagos da Madeira e dos Açores. A presença desta espécie nas águas continentais é bastante rara. Os indivíduos reprodutores migram para a costa atlântica africana desde a Mauritânia ao Golfo da Guiné. Os juvenis tendem a dispersar pelo mar em torno das colónias quando deixam o ninho. Nidifica em ilhéus ou zonas costeiras isoladas nos arquipélagos da Madeira e dos Açores em concentrações de dimensões variáveis, podendo no entanto nidificar em zonas interiores noutros locais do continente europeu. A época de cria ocorre de Abril a Julho. Ocorre por vezes em colónias mistas com S. hirundo. A espécie mostra movimentos de diferente amplitude ao longo dos anos entre as diversas colónias conhecidas. É fundamental a proteção de todas as colónias históricas. Alimenta-se essencialmente de peixe dependendo quer de zonas costeiras quer de zonas pelágicas.

Durante a época de reprodução é extremamente sensível à perturbação abandonando a área de nidificação muito facilmente.

Actualizado em (Segunda, 15 Fevereiro 2016 11:38)

 
Projetos LIFE SPNM
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Notícias
Parceiros
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Subscreva a newsletter
Contador de Visitas
357913
Site Actualizado em :Terça 24 Maio 2016, 13:51