Get the Flash Player to see this player.
Flash Image Rotator Module by Joomlashack.
Project Life
Project Life
Project Life
Project Life
Project Life

Portuguese English French German Italian Russian Spanish
Home O Projeto Espécies-alvo Fauna Malacologica Terrestre

Fauna malacologica terrestre

(Os estatutos de conservação apresentados baseiam-se na IUCN RED LIST 2008)

Idiomela-subplicata-05

 Nome da Espécie: Helix subplicata (Idiomela subplicata)

Espécie endémica exclusiva do Ilhéu de Baixo

Anexos: Anexo II e IV da Directiva Habitats (código 1025)

Grau de conservação – Vulnerável

Tamanho da população: Desconhecido (provavelmente bastante reduzido)

Único representante do género endémico Idiomela (Hemmen Groh, 1984), esta espécie possui uma distribuição restrita sendo exclusiva do Ilhéu de Baixo, ocorrendo junto ao estrato herbáceo e rochas vulcânicas na zona sul numa área aproximada de 50m2.

Pode ser encontrada, no estado semi-fóssil, no Ilhéu de Ferro e na zona sudoeste (Calheta) e norte (Fonte da Areia) da ilha do Porto Santo (Cameron et al. 2006).

Esta espécie parece ter hábitos semelhantes a Cornu aspersum, na medida que se move livremente durante o dia. De acordo com Walden (1983), I. subplicata é uma espécie vivípara ou ovovivípara. Esta espécie produz poucos embriões quando comparado com as espécies semelhantes do género Helix, pelo que o diminuto número de indivíduos parece indicar uma baixa taxa de reprodução. O que lhe confere uma vulnerabilidade acrescida.

Esta espécie é especialmente vulnerável ao impacte causado pela introdução de roedores nos ilhéus, em especial o murganho (Mus musculus) e a competição por parte do molusco terrestre invasor Theba pisana (Seddon, 2008). O número de efetivos da população é reduzido, pelo que julgamos que poderá estar em estado critico de conservação.

 


 

Caseolus_calculus_01

Nome da Espécie: Caseolus calculus

Espécie endémica do Porto Santo (arquipélago da Madeira),

Anexos: Anexo II e IV da Directiva Habitats (código 1011)

Grau de conservação – Vulnerável

Tamanho da população: Desconhecido (provavelmente reduzido)

Esta espécie ocorre na ilha do Porto Santo (Pico Branco) e no ilhéu de Cima. A sua posição taxonómica no seu grupo é incerta (Groombridge, 1992). Apesar do género ser parte integrante da superfamília Helicoidea, Familia Hygromiidae (Bouchet et al. 2005) de acordo com a última revisão taxonómica efetuada, existe um debate sobre se o género Caseolus faz parte da subfamília endémica Geomitrinae (Bank et al, 2002 e outras referências inclusas) ou parte da subfamília/família Hygromiidae (Tribo trochoidinii - Schileyko, 1991 ou Tribo Geomitrinii - Nordsieck, 1989). Esta espécie é muito semelhante a Caseolus abjectus abjectus, diferindo apenas na ausência de perístoma contínuo. Vive normalmente junto ao caule a raiz das herbáceas ou debaixo de pedras. Neste contexto um bom estrato herbáceo é importante para que os seus números aumentem.

Pode ser encontrada no estado semi-fóssil na zona norte da ilha do Porto Santo, junto à Fonte da Areia (Cameron et al 2006).

 


Caseolus-commixtus_03

Nome da Espécie: Caseolus commixtus

Espécie endémica do Porto Santo (arquipélago da Madeira)

Anexos: Anexo II e IV da Directiva Habitats (código 1010)

Grau de conservação – Vulnerável

Tamanho da população: Desconhecido (provavelmente reduzido)

Esta espécie ocorre na ilha do Porto Santo (Calheta, Morenos e zona sudeste da Ilha) e nos ilhéus de Cima, Baixo e de Ferro onde vive e se reproduz. A sua posição taxonómica no seu grupo é incerta (Groombridge, 1992). Apesar do género ser parte integrante da superfamília Helicoidea, Familia Hygromiidae (Bouchet, et al. 2005) de acordo com a última revisão taxonómica efetuada, existe um debate sobre se o género Caseolus faz parte da subfamília endémica Geomitrinae (Boettger, 1908, Mandahl-Barth, 1952; Waldén, 1983; Bank et al, 2002) ou parte da subfamília/família Hygromiidae (Tribo trochoidinii - Schileyko, 1991 ou Tribo Geomitrinii - Nordsieck, 1989). Esta espécie é muito semelhante a Caseolus abjectus abjectus, sendo mais achatada e com uma quilha mais densa e com granulações

mais finas. Vive normalmente debaixo de pedras, em zonas íngremes ou na base de taludes. Não existe qualquer informação sobre o seu ciclo de vida ou comportamento reprodutor da espécie. A maioria das espécies pertencentes a este género são detritívoras, alimentam-se de vegetais vivos ou de detritos destes.

 


 

Geomitra-turricula-05

Nome da Espécie: Discula turricula (Geomitra turricula)

Espécie endémica exclusiva do Ilhéu de Cima

Anexos: Anexo IV da Directiva Habitats (código 1005)

Grau de conservação – Vulnerável

Tamanho da população: Desconhecido (muito reduzido)

Espécie endémica e exclusiva do Ilhéu de Cima, onde vive e se reproduz, G. turricula tem visto a sua área de distribuição diminuir ao longo dos anos devido a ações externas, maioritariamente de origem antrópica. Pode ser encontrada no planalto do ilhéu, numa zona circunscrita a 50m2, entre a vegetação rasteira ou debaixo de pedras, e ainda nas zonas de arriba para onde se tem deslocado nos últimos anos, Não são conhecidos os seus hábitos de reprodução nem tão pouco a sua ecologia. Ao nível da conservação, esta espécie é especialmente vulnerável ao impacte causado por qualquer alteração do seu habitat, Cockerell (1920) verificou que, após a construção do farol no ilhéu, os espécimes de G. turricula apresentavam conchas mais baixas e menos espiraladas, fruto da alteração e perda de habitat e presença humana. Pettitt (1970), após um estudo comparativo com as conchas de 1870 e de 1920 verificou que os espécimes haviam voltado ao equilíbrio, com as suas conchas a atingirem um tamanho uniforme. A introdução de roedores nos ilhéus, em especial o murganho Mus musculus e a competição por parte do molusco terrestre invasor Theba pisana, poderão constituir-se como fatores perturbadores para a espécie em apreço.

Actualizado em (Segunda, 15 Fevereiro 2016 11:38)

 
Projetos LIFE SPNM
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Notícias
Parceiros
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Subscreva a newsletter
Contador de Visitas
358130
Site Actualizado em :Terça 24 Maio 2016, 13:51